Memórias em Rede perde um de seus colaboradores para a Covid-19


O Instituto Devir Educom se une aos profissionais da imprensa, de dentro e de fora de Santos; da Prefeitura santista; aos amigos e familiares do querido Anderson Bianchi, 49 anos, para homenageá-lo nessa sua passagem para um outro plano.


Ele foi uma das mais de 540 mil vítimas da Covid-19 e nos deixou na madrugada deste sábado (17), depois de duas semanas de luta contra essa doença.


Bianchi se tornou colaborador voluntário do Instituto Devir Educom pouco antes da pandemia, quando conheceu melhor o projeto Memórias em Rede, que trabalha com jovens de escolas públicas de Santos, e que por meio do jornalismo apoia na formação de sujeitos pensantes, críticos e responsáveis, na perspectiva das interfaces da Educação e da Comunicação.


Ele tinha como objetivo contribuir para a formação dos estudantes, levando seu talento e suas habilidades na fotografia, que era sua paixão. Acreditava na fotografia como um canal que contribuiria para a inclusão social e a redução da vulnerabilidade, a qual se encontram diversos jovens. Tinha como projeto levar oficinas de pinhole aos alunos contemplados pelo Memórias em Rede.


O termo vem do inglês pin-hole (buraco de agulha) e, na fotografia, significa ver a imagem através de um pequeno orifício, no qual ela sofre um processo de inversão para ser projetada em uma parede. Numa analogia ao propósito do projeto Memórias em Rede, pode ser a luz que os adolescentes enxergam sem precisar chegar ao fim do túnel.


Lamentamos profundamente sua partida e nos solidarizamos com seus familiares, assim como aos amigos e entes queridos de todas as demais vítimas da Covid-19, aos quais desejamos nossos mais sinceros sentimentos.

15 visualizações0 comentário