Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção. (Paulo Freire)

INÍCIO > PROJETOS > OFICINAS

Nossas oficinas

O Instituto Devir Educom atua com ações e projetos na perspectiva da Educomunicação, com o objetivo de contribuir com a construção de ecossistemas comunicativos mais horizontais, dialógicos e criativos no ambiente escolar e com processos de aprendizagem mais significativos nos distintos formatos de sala de aula, tão requeridos pela educação dos novos tempos.

As oficinas aqui propostas visam auxiliar o professor, a comunidade escolar e a sociedade envolvida em sua prática docente, buscando refletir, debater e fomentar a multiplicação das experiências adquiridas junto aos discentes, trabalhando aspectos que envolvem a identidade cultural do sujeito, a escola que se tem e a escola que se deseja e a educação midiática, cada vez mais urgente para a preservação da democracia.

Em ambiente virtual, as atividades são realizadas pela equipe de educomunicadores do Devir Educom e estão divididas em três blocos sequenciais – Eu Conectivo - Escola em Conexão - Território Conectado, que podem ser realizados pelos professores em sua totalidade ou a seu critério de escolha e preferência.    

1º bloco – Eu conectivo
OFICINA 1 - História de vida - O uso do objeto autobiográfico

Ementa

Exercitar a fala e a escuta por meio de uma roda de história virtual, na qual cada um conta uma parte significativa de sua vida.

Objetivos

  • Proporcionar a experiência da escuta ativa;

  • Promover a reflexão sobre processos horizontais na relação professor-aluno;

  • Desenvolver a empatia e valorizar a colaboração no processo de ensino-aprendizagem.

OFICINA 2 - Objetos e afetos - A significação dos valores

Ementa

Trabalhar a identificação de valores sociais, morais e éticos por meio de objetos pessoais apresentados pelos participantes. Pode ser lenço, meia, roupas, calçados, acessórios, bonecos, miniaturas, utensílios de cozinha, artigos decorativos, entre outros. Cada um compartilha com os outros a significação do objeto.

Objetivos

  • Compreender e valorizar a identidade própria e a do outro;

  • Trabalhar a memória afetiva como constituição do sujeito;

  • Contribuir para a construção do conhecimento a partir das histórias pessoais.

OFICINA 3 - História da foto - Um olhar sobre passado-presente

Ementa

Analisar a importância de uma fotografia em um aprendizado de vida, como forma de contribuir para determinado conhecimento. A partir da escolha de uma foto pessoal, cada participante, colocado em uma roda com outros parceiros, vai trazer para o grupo a memória do momento vivido naquela imagem, podendo envolver pessoas, lugares, músicas, cheiros, conversas, olhares etc.​​

Objetivos

  • Ampliar o repertório de leitura da linguagem fotográfica;

  • Compreender e valorizar a identidade própria e a do outro;

  • Trabalhar a memória afetiva como constituição do sujeito;

  • Contribuir para a construção do conhecimento a partir das histórias pessoais trazidas na fotografia.

2º bloco – Escola em conexão
OFICINA 4 - Semiótica das cores – a escola e seus tons

Ementa

Contextualizar o papel e a potencialidade das cores na significação e na ressignificação da escola. A partir da observância do uso de cores na escola (ou em outro local de convivência), analisar a relação delas com os objetivos, valores e realidade da comunidade escolar.

Objetivos

  • Identificar as cores utilizadas na escola;

  • Interpretar as cores da escola a partir do repertório individual dos membros da comunidade escolar.

OFICINA 5 - Pensamento sentado – o lugar da sala de aula

Ementa

Discutir o processo e a dinâmica de ensino-aprendizagem em outros lugares e em outras posições físicas, além da carteira na sala de aula. Analisar as narrativas e retóricas de uma mesma mensagem em ambientes e em posturas diferenciadas. Esta oficina se baseia no livro “O pensamento sentado – sobre glúteos, cadeiras e imagens”, de Norval Baitello Jr.

Objetivos

  • Incentivar a descentralização da sala de aula no processo de ensino-aprendizagem;

  • Identificar junto aos alunos lugares de aprender, contextualizados a partir dos territórios.

OFICINA 6 - O corpo fala – a sensibilidade do olhar como exercício cotidiano

Ementa

Exercitar a transmissão de mensagens por meio de movimentos e posturas corporais. Analisar em grupo a expressividade da fala por meio do corpo. As atividades dessa oficina se baseiam no livro “O corpo fala”, dos autores Roland Tompakow e Pierre Weil.

Objetivos

  • Exercitar a leitura da escuta corporal;

  • Identificar potenciais de expressão dos estudantes;

  • Contribuir para a construção dos projetos de vida dos alunos.

OFICINA 7 - Jornalismo no currículo escolar – contribuições para a contextualização das disciplinas sob o olhar da BNCC

Ementa

Contextualizar o jornalismo na perspectiva do processo de ensino-aprendizagem, compreendendo seu papel na construção do saber e no âmbito da Educomunicação.

Objetivos

  • Apresentar a função social do Jornalismo na perspectiva do processo de comunicação e sua interface com a educação;

  • Alinhar o Jornalismo ao projeto político pedagógico da escola para a educação midiática.

OFICINA 8 - Construção de projetos de Educomunicação – um olhar transformador para a educação dos novos tempos

Ementa

Discutir a contribuição da Educomunicação no projeto político pedagógico da escola a partir da compreensão do tema, como forma de apoiar na ressignificação das relações de todos os agentes da comunidade escolar, para a construção coletiva de um ambiente de aprendizagem dialógico, democrático, respeitoso e afetuoso.

Objetivos

  • Disseminar a Educomunicação na instituição escolar;

  • Contribuir com as relações e fortalecer o processo de ensino-aprendizagem.

3º bloco – Território conectado
OFICINA 9 - Redes sociais digitais – reflexões sobre saberes e responsabilidades

Ementa

Analisar o papel das redes sociais digitais de maior uso pelos participantes para pensar a urgência da educação midiática na utilização das redes com consciência e responsabilidade social; e a contribuição delas na construção do saber juntos aos alunos.

Objetivos

  • Identificar as redes sociais digitais dos participantes;

  • Promover a reflexão sobre as formas de uso das redes sociais digitais;

  • Contextualizar o uso das redes sociais na perspectiva dos processos de ensino-aprendizagem.

OFICINA 10 - Netnografia – com quantos likes se forma uma identidade?

Ementa

Estudar sobre o uso das ferramentas digitais nas redes sociais para entender o funcionamento dos algoritmos e multiplicar o conhecimento junto aos alunos, visando o uso consciente e responsável.

Objetivos

  • Interpretar as personalidades reveladas a partir da navegação nas redes sociais;

  • Promover a reflexão do papel constitutivo das redes sociais na formação do indivíduo;

  •  Contribuir para a ressignificação do aluno nos processos de ensino-aprendizagem.