top of page

Devir Educom leva ‘Diversidade e Desigualdade’ para roda de conversa com futuros Embaixadores do Clima


Sociólogo do Devir Educom, Carlos Guimarães abordou o tema junto de Andrea Ribeiro, coordenadora do Comitê de Sustentabilidade pela ACS. Foto: Camilla Costa.

Cada vez mais próximos do diploma ‘Embaixadores pelo Clima, Cultura Oceânica e Agenda 2030’, os jovens participantes do programa municipal participaram da 17ª formação com o Instituto Devir Educom discutindo o tema ‘Diversidade e Desigualdade’, relacionado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O encontro aconteceu no último dia 11 de maio, na Associação Comercial de Santos (ACS), no Centro Histórico.


O assunto foi abordado pelo sociólogo e educomunicador do Instituto Devir Educom, Carlos Alexandre Guimarães, junto de Andrea Ribeiro, coordenadora do Comitê de Sustentabilidade pela ACS. Segundo ele, a diversidade interconecta com a desigualdade. “Quando as diferenças colocam as pessoas em posições favoráveis e desfavoráveis surge a desigualdade, que pode ser resolvida com conhecimento e construção de mediações e projetos”, explicou Guimarães.


Por mais de uma hora eles trabalharam as questões associadas aos ODS 1, 5 ,8 e 10, que correspondem à erradicação da pobreza, igualdade de gênero, trabalho decente e redução das desigualdades, respectivamente. O ponto alto foi a divisão da turma em grupos para discutir uma notícia, cuja história está relacionada a uma mãe solo que sofre pela insegurança alimentar. “Esse momento foi muito rico. Os jovens relacionaram o ODS e as complexidades da situação”, disse Guimarães. “São várias questões envolvidas e dar esse salto de olhar do individual para o coletivo, associando os ODS trabalhados em grupo com os outros discutidos com todos foi sensacional”, avaliou.


Para Andrea, da ACS, esta última formação fica marcada pela transformação dos jovens ao longo do processo. “Eu vi os participantes amadurecerem na fala. Há talentos profissionais para sair daqui, além de mobilizadores sociais. Eles conseguiram abrir a mente e viram que os ODS extrapolam a questão climática e podem mudar o mundo”, comentou emocionada. “Eu acredito demais na transformação que nós provocamos neles e no que eles farão no mundo”.


Após a etapa de workshops, os jovens aspirantes a Embaixadores do Clima precisarão montar um projeto de impacto local até 31 de maio, baseado nos ODS. Ao final, sendo Embaixadores do Clima, se tornarão multiplicadores de pautas sustentáveis e mentores para as próximas turmas. Já os 12 comunicadores sociais que divulgam as atividades serão diplomados como ‘Jovens Repórteres pelo Clima, Cultura Oceânica e Agenda 2030’.


Os ODS 1, 5 ,8 e 10 foram o foco do debate na Associação Comercial de Santos. Foto: Davi De Paula.

Uma das participantes é Marcelly Kawakami, 21 anos, estudante de Ciência e Tecnologia do Mar, que considera o viés social levado pelo educomunicador um diferencial no programa. “A gente acha que já tem a consciência formada, mas percebi e admito que cheguei a esquecer questões tão delicadas. O Carlos trouxe uma percepção que contribuirá muito com o nosso projeto de TCC e na nossa missão”.


Inclusão - O encontro continuou com profissionais da Prefeitura de Santos: a coordenadora de Defesa de Políticas para Pessoas com Deficiência, Cristiane Zamari, e a coordenadora de Políticas para a Diversidade, Taiane Miyake, que abordaram a inclusão de pessoas com deficiência e o enfrentamento à LGBTfobia. Também participou o sócio-diretor da Nunes Projetos Incentivados, Diego Nunes.


Realização - O Movimento ODS Santos 2030 é fruto de parceria entre a Prefeitura de Santos e a Associação Comercial de Santos. Já as iniciativas ‘Jovens Embaixadores do Clima’ e ‘Jovens Repórteres do Clima’ são uma realização do Departamento de Políticas Públicas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (Depods/OTC), Coordenadoria de Políticas para Infância e Juventude (Cojuv/Semulher), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) e Conselho Municipal da Juventude de Santos (CMJ).


Também são parceiros no projeto, além do Instituto Devir Educom, a Associação Comercial de Santos Jovem, Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), clubes de Rotaract de Santos, Santos Porto e Santos Gonzaga, Fundação Parque Tecnológico de Santos (FPTS), Inove - Diálogo Jovem, Politize!/Mapa Educação/Instituto Oiti, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Unesco Youth Advisory Board, Unimar Agenciamentos Marítimos Ltda e Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz (Umapaz).


9 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page