A escola pública em 2021

Desafios da Educação com retomada das aulas presenciais são discutidos no primeiro Papo [de] #Educomunicação do ano



A pandemia trouxe inúmeros paradigmas a todas as pessoas dos mais diversos setores, sejam sociais, políticos e econômicos. E evidenciou fragilidades importantes nas áreas da saúde e da educação, que se tornaram destaques não apenas no Brasil, mas no mundo. As políticas públicas desses dois setores se mostraram bastante insuficientes para suportar as demandas trazidas pelo coronavírus.


Em relação à Educação, novos modelos foram sendo criados, pois o processo de ensino-aprendizagem saiu do interior dos muros da escola para as casas de alunos e professores. Para 2021, embora haja um crescimento dos números de casos e até de mortes, estão valendo as orientações de retorno à sala de aula. Com a recente retomada, quais são os novos desafios do chão da escola? O que se aprendeu na pandemia que pode ser adotado para o ensino público? Os espaços livres dos territórios podem ser nova opção de segurança para professores e alunos? Ambos estão preparados para essa nova realidade, sem abraços, com carinhos e afetos a distância?


Esses foram assuntos abordados no 1º PAPO [de] #Educomunicação do ano desta quinta (25), que trouxe a secretária de Educação de Santos, Cristina Barletta, para o debate. Sob o tema “A escola pública em 2021”, Barletta falou dos diversos problemas e desafios que envolvem o retorno às aulas presenciais. Respondeu as questões colocadas e comentou sobre o trabalho da Secretaria em munir as escolas de equipamentos de proteção individual (EPIs) e sobre as orientações junto a professores e demais membros da comunidade escolar, o que gerou muitos comentários positivos e negativos na página do Devir no Facebook, onde foi transmitida a live. Participaram deste 1º PAPO [de] #Educomunicação do ano, que tratou da escola pública em 2021, inúmeros profissionais e instituições da área, alguns, inclusive, que nunca tiveram contato com o Instituto Devir Educom nesses quase três anos de atividade em Santos.


Esperamos contar com esses participantes em nossos próximos Papos de #Educomunicação e nos trabalhos do Instituto Devir Educom, como as oficinas de formação de professores, para que possamos contribuir com a educação formal e não-formal por meio da Educomunicação, exercitando a cidadania e usufruindo do direito à Comunicação.


CIDADE EDUCADORA


Outro ponto destacado por Cristina foi a preparação realizada pela Seduc para a retomada das aulas presenciais, em formato híbrido. Esse modelo se alinha ao conceito de Cidade Educadora para um aprendizado que abranja os espaços do território, além dos muros da escola, o que vai ao encontro dos propósitos do Instituto Devir Educom. O 'Papo' na íntegra, com todas as considerações feitas pela secretária de Educação de Santos, pode ser conferido no Facebook e no canal do Youtube do Instituto Devir Educom. Siga-nos em nossas redes, inscreva-se em nosso canal e, se gostar, clique em “positivo”.


Assista ao vídeo:



13 visualizações0 comentário