Em meio à pandemia, Finlândia cria oportunidades em tecnologia e educação

10/ julho/ 2020



A frase “troque crise por crie” excluindo o ‘s’, muito utilizada por profissionais de marketing e vendas no Brasil, fez todo o sentido entre as empresas finlandesas que encontraram oportunidades no setor de tecnologia e educação (edtech). O fechamento em massa das escolas durante o surto pandêmico, somadas às medidas adotadas a partir de então, desencadearam esforços em larga escala para introdução imediata de um ensino alternativo. Contar com a tecnologia como apoio tornou-se uma prioridade.


Com o objetivo de tornar o conhecimento em inteligência artificial (AI) acessível a todos, a Finlândia pretende formar, entre 2020 e 2021, um por cento dos cidadãos de toda a União Europeia (EU). O curso, que é online e gratuito, tem conceitos básicos de AI, foi desenvolvido pela Universidade de Helsinque, com apoio da empresa de tecnologia Reaktor, e será oferecido em todas as línguas oficiais do continente europeu. Seu lançamento ocorreu no auge da pandemia do coronavírus na Europa.


Professores

Outras inovações surgiram no período de isolamento social, como o site Koulu.me, que apresenta soluções para professores, com acesso gratuito a conteúdo educacional. Outra iniciativa aconteceu em abril com curso online do serviço de aprendizado móvel finlandês chamado Funzi. Lançado na África do Sul, o COVID-19: Adaptar e prosperar, aborda justamente o tema. Isso provocou interesse das Nações Unidas no país africano, que pretende expandir para outras regiões do continente.


Novas oportunidades no horizonte

Os objetivos compartilhados globalmente para resolver a crise do ensino e a garantia de um futuro mais sustentável para o setor edtech resultaram em novas parcerias entre desenvolvedores finlandeses e entusiastas em educação ao redor do mundo. Acredita-se que esse tipo de conhecimento se torne solo fértil para a transição digital no setor educacional.


Outras oportunidades e iniciativas estão apresentadas no site Goodnews From Finland.

7 visualizações0 comentário