GERAL DO PAINEL.png

Cobertura dos alunos

Alunos-repórteres do Memórias em Rede fazem cobertura educomunicativa de evento internacional da Unesco em Santos

INÍCIO > EVENTO UNESCO > COBERTURA

Entrevistas com autoridades e com palestrantes, registros fotográficos e gravações foram realizadas pelos estudantes, que protagonizaram momento histórico e exercitaram a cidadania

WhatsApp Image 2022-07-18 at 16.00.46.jpeg

Aluna Maria Paula, da escola Avelino da Paz Vieira, entrevista do embaixador da Conferência e ex-prefeito de Santos, Paulo Barbosa. E é acompanhada pelo colega e aluno da escola Zulmira Campos Daniel Wagner

No ato lúdico de desempenhar a função de repórteres, os alunos do projeto Memórias em Rede protagonizaram um momento histórico de Santos - e fizeram história no evento. – realizando a cobertura educomunicativa da Expo Brazilian Creative Cities.

Os estudantes, uniformizados com coletes de ‘imprensa na escola’, entrevistaram autoridades como o prefeito de Santos, Rogério Santos; a vice-prefeita, Renata Bravo; as secretárias de Educação (Seduc), Cristina Barletta, e de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo (Seectur), Selley Storino; e o co-chairman da Aliança Internacional da Unesco em Educação Midiática, a Unesco MIL Alliance, o jornalista e professor Alexandre Le Voci Sayad. Também conheceram e tiraram fotos com o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia.

FOTO-COM-GOV-RODRIGO-GARCIA.jpg

Governador Rodrigo Garcia (ao centro) fez questão de ser fotografado com os jovens do Memórias em Rede

Além disso, circularam pelo grande espaço de exposições, fotografando e gravando momentos com o uso de celular. Eles ainda conheceram projetos e iniciativas de economia criativa desenvolvidas em todo o país. “Me senti muito especial. Quem diria que participar do projeto Memórias em Rede faria eu entrevistar o prefeito e ter uma conversa com ele. Isso nunca passou pela minha cabeça. Achava que só ia vê-lo pela televisão”, disse Daniel Batista, 16 anos, da EE Zulmira Campos, que entrevistou o chefe do Executivo santista juntamente com a aluna-repórter Maria Paula Pereira dos Santos, 13, da UME Avelino da Paz Vieira.

Para Alice Isabelle Pereira Fernandes, 13, da escola municipal Vinte e Oito de Fevereiro, “foi uma experiência diferente e muito legal. Tirei fotos muito boas lá. Minha autoestima cresceu”, falou a estudante, que até pouco tempo se recusava a sair em registros fotográficos do projeto.

 

 

CIDADANIA, AUTONOMIA E DIVERTIMENTO

 

No painel ‘Desinformação, Educação Midiática e Mil Cities: A evolução das cidades inteligentes e criativas às cidades sensíveis’, ocasião em que o projeto Memórias em Rede foi apresentado, os estudantes também marcaram presença, cobrindo o momento especial. “A participação deles foi um marco para a história do projeto. Eles exercitaram a cidadania e entenderam que autonomia também é sobre ocupar espaços”, disse um dos gestores do Instituto, o professor e sociólogo Carlos Alexandre Guimarães.

Cofundadora e também gestora do Devir Educom, a jornalista e professora Ivone Rocha acompanhou de longe a participação deles, já que passou as últimas semanas em Florianópolis, Santa Catarina (SC), debruçada sobre seu doutorado cuja pesquisa é o projeto Memórias em Rede. “O fato mais valioso é o quanto o evento e o projeto ficarão para sempre na memória afetiva desses meninas e meninos. Eles se divertiram, brincaram de ser jornalistas, falaram com autoridades com horizontalidade, igualdade e respeito. É assim no projeto: somos todos potências, somos todos importantes”.

WhatsApp Image 2022-07-18 at 16.02.26.jpeg

O jovem Mateus Ribeiro, da escola Zulmira Campos, formula sua primeira pergunta à secretária de Educação, Cristina Barletta

APOIO

 

Participaram da cobertura educomunicativa alunos das escolas municipais Avelino da Paz Vieira e Vinte e Oito de Fevereiro, e da Estadual Zulmira Campos. As escolas do Município contaram com transporte viabilizado pela Seduc. Os vereadores Telma de Souza (PT) e Rui de Rosis (UNIÃO), colaboraram, respectivamente, com a confecção dos coletes e dos lanches dos estudantes.

O ‘Memórias’ é desenvolvido pelo Instituto Devir Educom em quatro escolas públicas de Santos – além das mencionadas, também a UME José Bonifácio, com alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), e conta com aporte da Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (Fapetec).

IMG_20220718_095610
IMG_20220718_094718
IMG_20220718_100613
IMG_20220718_093341
IMG_20220718_091916
IMG_20220718_114025